Início

Plantas para interiores!

Deixe um comentário

Você pode cultivar belas plantas dentro de sua casa, basta saber algumas coisinhas como: a planta correta, o tamanho do vaso, como funciona a irrigação dessa planta, o grau de luminosidade que esta planta necessita…
As plantas internas geralmente não necessitam de muito sol, apenas da luminosidade. Podemos fazer uma classificação simplificada das espécies, de acordo com o nível de luminosidade.
Plantas de pleno sol: necessitam de 4 horas diárias de sol direto;
Plantas de meia sombra: não recebem sol direto em nenhuma parte do dia, no entanto necessitam de 4 horas diárias de luz indireta;
Plantas de sombra: recebem apenas luz difusa, entre 4 e 6 horas por dia, sem sol ou claridade direta.
Aqui vão algumas dicas de plantas que se comportam bem em ambientes internos.
Palmeira Areca ou Areca Bambú – apresenta rápido crescimento. Aprecia umidade do ar elevada, e por este motivo não deve ser usada em ambientes com ar condicionado.

Pleomele Verde, Dracena Malaia ou Pau D’água – crescimento moderado. Tolera ambientes com baixa luminosidade. É uma das plantas recomendadas para a purificação do ar em interiores.

Palmeira-Rápis, Ráfis ou Palmeira Dama – crescimento lento. Deve ser irrigada regularmente pois aprecia a umidade, mas não tolera o encharcamento.
Aglaonema ou Café de Salão – necessita de boa ventilação e não suporta ambientes secos ou com ar condicionado. São rústicas e não necessitam de cuidados muito especiais. Apreciam o calor e a umidade.
Licuala – crescimento lento. Gosta de ambientes iluminados. No tempo quente e seco, deve-se vaporizar as folhas para fornecer umidade. Regar abundantemente durante todo o ano
Lírio da Paz – crescimento rápido. Deve ser cultivada sempre a meia sombra. Regas frenquentes. Não tolera o frio.

Pacová – folhagem de pequeno porte. Esporadicamente apresenta flores. Não suporta baixas temperaturas. Gosta da terra sempre úmida.

Zamioculcas – crecimento lento. Gosta de locais com baixa luminosidade. Irrigação regular, mas sem encharcar.

Espada de São Jorge – crescimento lento. Resiste tanto a estiagem como ao frio e ao calor.

Lança de São Jorge – gosta de sol e luminosidade. A rega pode ser feita uma vez por semana.

Rosa de Pedra  ou Bola de Neve – uma das suculentas mais populares. Cultivadas a pleno sol. Regas periódicas. São tolerantes ao frio subtropical.

10 Plantas para Ambientes Fechados!

Deixe um comentário

Hoje em dia é cada vez mais comum morar em apartamentos. Com essa vida cada vez mais “compacta”, é preciso ter algumas artimanhas para tornar o ambiente fechado mais confortável e aconchegante. Para dar mais vida à casa, é sempre bom ter algumas plantinhas espalhadas, mas é preciso saber escolher a planta adequada para manter em ambientes fechados, caso contrário ela não irá durar.

Veja 10 dicas de plantas ótimas para manter em apartamentos:

1 – Palmeira Rafis: esta é uma ótima planta para se manter em ambientes fechados, ela pode ser plantada em vasos e vive bem com qualquer tipo de iluminação. Deve ser regada constantemente, mas sem encharcar sua raiz;

2 – Bromélia: com uma beleza exuberante, esta planta irá deixar o seu escritório ou a sala de casa com um ar mais elegante e requintado. É adequada para ambientes internos, pois necessita de luz indireta, já que a luz direta pode queimar as suas folhas. Deve ser regada a cada dois dias, fazendo sempre a limpeza do centro onde acumula água, para evitar proliferação de mosquitos;

 3 – Signômio: quando jovem possui manchas brancas e depois fica com as folhas totalmente brancas. Necessita de meia luz e deve ser regada frequentemente, mantendo sua terra úmida.

4 – Jiboia: é uma trepadeira para ambientes interno, pode se apoiar em xaxins ou em outras plantas. Quando criada apenas à sombra, mantém suas folhas pequenas e verdes. Deve ser regada frequentemente para manter a terra úmida;

5 – Antúrio: esta é uma planta bastante conhecida por suas flores, são ótimas para decorar ambientes. Pode ser plantada em vasos, mas ultimamente tem aparecido em jardins sob outras plantas. Necessita de meia luz, mas também não pode viver no escuro;

6 – Palmeira Areca: um dos tipos mais populares de palmeiras, ela possui suas folhas finas e bem verdes. Quando criada em ambientes internos, à meia sombra, fica mais bonita. Deve ser regada com frequência e, preferencialmente, não cultivada em ambientes com ar-condicionado.

7 – Pleomele: esta é uma planta de caule fino com muitas folhas compridas com riscos verde-limão. Pode ser criada em ambientes internos, mas caso comece a perder folhas deve ser posta em local com maior luminosidade;

8 – Pau d’água: possui a folhas com aparência parecida com a Pleomele, mas sua base é baixa, não possuindo caule. É uma planta resistente ao ar-condicionado e não precisa ficar exposta diretamente ao sol;

9 – Palmeira Chamaedórea: pode ser plantada em vasos, tem altura máxima de dois metros. Ela se adapta bem a ambientes úmidos e com pouca luminosidade. Deve ser regada frequentemente para manter a terra úmida;

10 – Lírio da Paz:  ela floresce a sombra, é bastante utilizada em decorações, devido sua flores vistosas. Necessita de solo úmido e abrigo do Sol, pois a luminosidade direta queima suas folhas.

%d blogueiros gostam disto: